Programas e Trilhas

Trilhas de desenvolvimento, programas ou trilhas de aprendizado (aprendizagem organizacional ou educação corporativa) podem ser definidas como um conjunto de estratégias e metodologias de desenvolvimento, que pode integrar diferentes técnicas e abordagens como diagnóstico, alinhamentos, assessments, workshops e palestras.

Nossa abordagem garante o máximo de aderência à realidade da organização, por meio do entendimento da demanda junto ao RH e definição de estratégias de ensino e conteúdos sob medida, em 4 etapas distintas:

  • Diagnóstico e Alinhamento;
  • Construção do Programa;
  • Preparação do conteúdo;
  • Execução do programa.

Nosso trabalho com desenvolvimento em programas e trilhas está baseado em algumas premissas que nos guiam durante a construção e facilitação dos nossos treinamentos, sendo elas:

  • O processo de desenvolvimento de uma determinada competência é um processo de mudança;
  • Todo processo de mudança, necessariamente, passa por etapas de confusão e desconforto e, tende a obter clareza e conforto no decorrer do tempo;
  • Todos os integrantes da organização possuem responsabilidade determinante para a criação da realidade organizacional;
  • Está no RH um papel determinante de meta-análise da cultura organizacional, apoiando a alta gestão na análise constante da construção da realidade;
  • Está na consultoria, o trabalho de minimizar o impacto (inevitável) do desconforto da mudança, auxiliando os participantes a encontrarem possibilidades para lidar com o seu desenvolvimento;


Importante ressaltar que, considerando as etapas de construção dos programas e trilhas da Ágora Entertraining, os temas e estruturas podem ser adaptados e customizados para a realidade e necessidade da organização.

Confira alguns de nossos temas em programas e trilhas abaixo.

QUER SABER MAIS? SOLICITE UMA PROPOSTA OU AGENDE UM BATE PAPO COM UM CONSULTOR COMERCIAL ÁE

Cultura Organizacional

Cultura
  • A maneira como as coisas são feitas por aqui;
  • A cultura de uma organização ou de  qualquer grupo de indivíduos é um  reflexo dos valores, crenças e  comportamentos dos fundadores ou  líderes do grupo;
  • Padrão das relações que determina como organização opera;
  • A cultura de uma organização é como as pessoas assumem todos os dias seus papéis no trabalho.
Princípios da Transformação
  1. Capital cultural: nova fronteira da vantagem competitiva.  Quem você é, é tão importante quanto a qualidade dos seus  produtos/serviços;
  2. A transformação cultural começa com a transformação: pessoal de seus líderes. A organização não se transforma, as pessoas sim;
  3. É importante medir. Se podemos medir, podemos gerenciar. As pesquisas de cultura permitem que os líderes gerenciem a cultura  de maneira  efetiva;
  4. A cultura da organização é um reflexo dos valores dos líderes do passado e do presente. Se você quer ter uma transformação cultural, você também deve encorajar que os líderes mudem ou você tem que mudar os líderes.

Estratégias de Negociação e Tomada de Decisão

Objetivos

Apresentar conceitos, ferramentas e estratégias de negociação e tomada de decisão de maneira prática e vivencial (cases e exemplos), conduzindo os participantes à reflexão de suas próprias práticas e conscientizando para os possíveis resultados decorrentes da adoção de novas estratégias.

Conteúdo a ser abordado
  1. Habilidades e Competências em Tomada de Decisão: Intuição e racionalidade na tomada de decisão. Avanços recentes na área de comportamento humano (Viéses Cognitivos), seus impactos nas decisões e os erros comuns cometidos por profissionais experientes;
  2. Elementos Centrais da Negociação: através de cases provenientes das grandes escolas de negócio do mundo, os participantes serão colocados em situações de negociações complexas que exigirão preparação, trabalho em equipe e feedback. Um guia conceitual será apresentado como referência para tomada de decisão mais racional e para avaliação do processo de negociação. Principais conceitos: BATNA, RV, ZOPA, Ancoragem, Reinvindicando valor (claiming value) x Criação de valor em negociações (value creation);
  3. Complexidade e Competitividade nas Negociações do mundo real: com uma base sólida estabelecida, os participantes serão submetidos a condições reais de negociação e tomada de decisão, envolvendo emoções, princípios éticos, informação incompleta, dentre outros aspectos. A cada interação, o participante terá oportunidade de testar-se e desenvolver um plano adequado para lidar com cada situação realista, preparando-se para as situações do mundo real.
Resultados

Ao final do treinamento, o participante será capaz de:

  • Condicionar seu pensamento crítico para decisões mais analíticas e racionais e identificar barreiras que o afastam de boas decisões;
  • Atingir melhores resultados nas negociações, considerando múltiplas variáveis sobre as partes envolvidas e fechar acordos que criam mais valor para todas as partes envolvidas, enquanto gera os resultados desejáveis para a empresa;
  • Usar abordagens analíticas para tomada de decisão em ambientes competitivos e cooperativos, e prever possíveis resultados decorrentes de interações estratégicas;
  • Usar ferramentas de análise e preparação para cada interação de negociação;
  • Testar e melhorar suas estratégias de negociação, com base nos conceitos atualmente usados pelas melhores escolas de negócio do mundo.

Clientologia

Para realizar um atendimento assertivo e aderente às expectativas da organização é necessário que as pessoas sejam desenvolvidas. Nossa abordagem parte de um alinhamento inicial, considerando o que é e como é evidenciada a excelência no atendimento para organização, considerando as etapas a seguir:

Etapa 1

Avaliação do Atendimento

  • Observação do atendimento prestado e pesquisa realizada com clientes ao telefone + NPS.
Etapa 2

Construção do Painel da Clientologia

  • Pesquisa com clientes, levantando dados para o painel de Clientologia (necessidades, expectativas, opiniões, sentimentos).
Reunião com Lideranças
  • Apresentação das informações levantadas nas etapas anteriores.
Etapa 3

Construção do Padrão de Qualidade de Atendimento

  • Preparação para o padrão, construção do padrão com equipe de até 20 pessoas, elaboração do entregável do padrão.
Avaliação e Melhoria

Avaliação e Melhoria dos Sistemas de Entrega (processo)

  • Compreensão do processo atual de atendimento, avaliação e incorporação de melhorias conforme o novo padrão de qualidade de atendimento. Preparação, reunião com equipes in loco, elaboração do entregável.
Etapa 4

Excelência no Atendimento

  • Treinamento da equipe conforme todo o conteúdo construído até aqui.
Etapa 5

Manutenção

  • Definição de guardiões da Excelência no Atendimento, que terão o papel de garantir o padrão de atendimento. Eles terão suporte através de reuniões quinzenais.
Resultados

Utilizamos como base metodológica e técnica para o desenvolvimento destas etapas a Bússola do Atendimento de Qualidade Disney, que aborda o estudo de Guestology (Clientologia, como traduzimos aqui) que é a ciência, o estudo aprofundado do cliente, tanto interno quanto externo, sob o ângulo da excelência em serviços, encantamento ao cliente. É a ciência que cria, mantem e fideliza os clientes.

Ao final do processo, a empresa terá os seguintes ganhos:

  • Avaliação do atendimento atual;
  • Painel da Clientologia (quem são seus clientes);
  • Definição do padrão de qualidade de atendimento;
  • Revisão do processo de atendimento;
  • Equipe treinada em excelência no Atendimento.

E poderá gerar muitos UAUs! em seus clientes!

 

Team Building

Temas Trabalhados*
  • Avaliação Comportamental
  • Preparação e Planejamento
  • Prospecção de Clientes
  • Abordagem com PNL
  • Levantamento de Necessidades (SPIN)
  • Proposta de Valor
  • Lidando com Objeções 
  • Técnicas de Fechamento
  • Pós-Venda e Fidelização


Os temas serão trabalhados em sala utilizando dramatizações e material de apoio, respeitando as normas de isolamento social e proteção da saúde dos participantes. O encerramento prevê uma gameficação com a plataforma Edupulses.

*Serão escolhidos os mais importantes segundo a realidade da empresa através dos alinhamentos do projeto. Para um workshop de 4 horas, serão utilizados 4 temas dos citados acima (a escolha acontece na reunião de alinhamento).

Academia de Lideranças

Nossa abordagem garante o máximo de aderência à realidade das organizações, por meio do entendimento da demanda junto ao RH e definição de estratégias de ensino e conteúdos sob medida, em 4 etapas distintas:

Etapa 1

Diagnóstico e Alinhamento

Nesta etapa, será realizado o alinhamento sobre as expectativas de desempenho no papel dos Coordenadores, e principais GAP’s a serem trabalhados, da seguinte forma:

  • Preparação dos gestores para encontro com os coordenadores, elaboração dos pontos de alinhamento, conforme detalhamento do papel a ser desempenhado. Neste encontro, os gestores produzirão o material a ser detalhado para os coordenadores;
  • Encontro de alinhamento do que os gestores esperam dos Coordenadores, propiciando a clareza sobre expectativas em relação ao papel a ser desempenhado, bem como a estrutura necessária para os ocupantes do papel de liderança. Neste modelo, os coordenadores também solicitam os apoios necessários das lideranças.

Principais benefícios do alinhamento

  • Compreender as demandas de desenvolvimento à luz dos valores da organização, com base na percepção dos líderes imediatos;
  • Compartilhar a visão que cada nível tem do cenário atual, bem como das expectativas de atuação;
  • Oferecer direção clara para desenvolvimento;
  • Compartilhar visão de futuro que cada nível enxerga;
  • Engajar as pessoas no processo, pois encontrarão significado no seu próprio desenvolvimento e nos de seus liderados;
  • Empoderar cada nível hierárquico pelo desenvolvimento do nível abaixo.
Etapa 2

Construção do Programa

Nesta etapa serão realizados:

  • Elaboração de proposta completa contemplando temas, estratégia metodológica do Programa e carga horária dos encontros conforme necessidade levantada na etapa anterior;
  • Elaboração da proposta de indicadores de desempenho do Programa; 
  • Validação Go/NoGo sobre o Programa (conteúdo e orçamento).
Etapa 3

Preparação do Conteúdo

  • Preparação e adaptação do conteúdo dos treinamentos;
  • Elaboração da comunicação inicial do Programa;
  • Checkpoint com o RH para start do Programa.
Etapa 4

Execução do Programa

Os módulos e metodologia a serem utilizados na Academia de Liderança, serão definidos conforme etapas 2 e 3. Abaixo uma possível estrutura a ser utilizada e algumas das possibilidades de temas e metodologias a serem trabalhados:

  • Alinhamento de Papel e Expectativa;
  • Comunicação Assertiva e Feedback;
  • Gestão de Conflitos;
  • Comportamentos Produtivos;
  • Liderança Situacional.
Base Metodológica

A metodologia utilizada nestes encontros terá como base a teoria de papeis de Bernd Schmid, que pressupõe que alguém competente vivencia em plenitude seu papel, tendo congruência entre as cinco esferas:

  • Formas de relacionamento com as pessoas. Como este papel se relaciona?
  • Formas de agir. Como se comporta em relação aos demais?
  • Formas de observar a realidade. No que este papel fica atento? O que leva em consideração? O que busca checar?
  • Formas de pensar. Quais pensamentos passam pela mente neste papel? No que acredita?
  • Formas de sentir. Quais os sentimentos presentes? Com quais sentimentos este papel precisa lidar?

Criando Bases

Fase 1
  • Criação da Visão através de uma reunião de até 4 horas com a diretoria da empresa;
  • Criação da Missão e Valores através de uma reunião de 4 horas com 32 representantes dos setores da empresa.
Fase 2
  • Workshops de 2h30 para turmas de até 30 participantes cada, para informar a missão e visão criadas e para trabalhar os valores através de condutas do dia a dia para colocar os valores em prática.

Formação de Mentores

Esta formação tem como objetivo principal capacitar os participantes para atuarem com maestria e excelência em processos de mentoria interna de colaboradores, que permitam transformar conhecimentos em resultados para o negócio.

Promove a aquisição de novas habilidades para a aplicação e direcionamento de atividades experienciais em programas de educação corporativa, utilizando métodos andragógicos – Educação de Adultos – e de técnicas da Análise Transacional.

A metodologia é baseada em conteúdos, técnicas e vivências que permitem o desenvolvimento das competências essenciais para um Mentor Interno do Conhecimento focado em resultados.

Ao final do programa os participantes terão uma visão integral de processos de ensino-aprendizagem que gerem resultados para o negócio.

Etapa 1

Entendimento do Programa de Mentoria

Nesta etapa serão realizados:

  • Entendimento do Programa de Mentoria (estrutura, objetivos, aplicação, perfil dos mentores e mentorados);
  • Entrevista com o colaborador do RH responsável pelo projeto.
Etapa 2

Preparação do conteúdo

  • Definição das metodologias de Ensino-Aprendizagem e elaboração do conteúdo do treinamento;
  • Checkpoint: Apresentação e validação da estrutura proposta, para o RH.
Etapa 3

Execução do Programa/Workshops

  • O programa será realizado conforme definido na etapa anterior.  
Conteúdo a ser abordado
  • Andragogia – Educação de Adultos;
  • Contrato de Resultados em programas de mentoria;
  • Papel e responsabilidades do Mentor;
  • Ciclo das Mudanças e Escada da Qualificação;
  • Ciclo de Aprendizagem de David Kolb;
  • Fomes Emocionais de Eric Berne;
  • Fases de Desenvolvimento de Grupos – William Schultz
  • Metodologia 6 D ́s – Da teoria à prática: Como transformar conhecimentos em resultados para o negócio;
  • Métodos de Avaliação de Resultados de Programa de Educação Corporativa.

Os encontros do programa de Formação de Mentores podem ser realizados online, preferencialmente com grupos de até 15 pessoas.

Para aumentar a compreensão dos participantes em relação ao processo de Mentoring, o Workshop será realizado em um formato que simula a sessão de Mentoring, onde o facilitador atuará no papel de Mentor e os participantes no papel de mentorado. Desta forma, além dos conteúdos técnicos e ferramentas de mentoring, o encontro poderá servir de modelo para as sessões dos participantes.

Formação de Analistas e Trainees

O objetivo do Programa de Desenvolvimento de Analistas e Trainees é fornecer um conjunto de conhecimentos técnicos para os colaboradores que ocupam ou virão a ocupar cargos de analistas ou trainees, de qualquer nível e em qualquer área da empresa. Serão apresentadas ferramentas e práticas que auxiliem os participantes na condução de suas atividades do dia-a-dia, enquanto membro de equipes multidisciplinares e como geradores de informações que visam apoiar o processo decisório de coordenadores e gerentes.

Principais Competências

As principais competências desejáveis para o cargo de analista foram sintetizadas em 6 competências essenciais, sendo elas:

  • Gestão de Prioridades;
  • Visão Integrada de Processos;
  • Análise crítica  com foco em oportunidades;
  • Postura consultiva e proativa;
  • Inovação no ambiente corporativo;
  • Orientação para resultados.

Formação de Facilitadores

O objetivo desta formação é esclarecer o papel do facilitador e suas implicações práticas na condução de treinamentos e no desenvolvimento de diferentes estratégias, a fim de facilitar o processo ensino-aprendizagem de acordo com o modelo teórico apresentado.

Conteúdo a ser abordado
  • Apresentação e experimentação os conceitos da andragogia e 70-20-10, como modelos de aprendizagem para adultos, utilizando estas bases conceituais para ampliar as percepções dos participantes sobre estrutura de treinamentos;
  • Técnicas de expressividade, controle de ansiedade e apresentação em público;
  • Facilitação de um treinamento (em formato reduzido) para os participantes do grupo. Essa etapa será filmada como estratégia de desenvolvimento e auto percepção.
Resultados
  • Entender com maior profundidade e clareza quais os principais cuidados na elaboração de um treinamento;
  • Analisar com maior precisão as necessidades de desenvolvimento dos aprendizes;
  • Adequar seu roteiro de treinamento para o público-alvo;
  • Comunicar-se com mais efetividade e assertividade;
  • Criar treinamentos que despertem interesse dos participantes;
  • Compreender estratégias de engajamento em capacitações.
Diferenciais

A Ágora Entertraining preocupa-se em desenhar uma experiência completa para sua empresa, viabilizando através de alguns dos diferenciais abaixo a entrega de qualidade, aderente aos resultados esperados:

O conteúdo e metodologia da Formação de Facilitadores, é customizado para a organização, a partir do diagnóstico inicial, sem custo adicional, garantindo aderência às necessidades da empresa, à cultura e aos participantes;

Nossa metodologia possibilita a cocriação, propiciando o empoderamento dos participantes sobre o conteúdo aprendido através da experimentação prática, com o suporte necessário para facilitar treinamentos com qualidade.