Engajamento + Experiência = Produtividade e Retenção

A Gamificação de Processos como estratégia para alavancar resultados

Sabemos que a baixa produtividade é um problema crônico em muitas empresas, e uma das suas principais causas é o desengajamento dos colaboradores. Muito se tem discutido sobre esta relação de causa e efeito entre engajamento e produtividade. Sabe-se que funcionários desengajados causam prejuízo e desmotivam o ambiente ao seu redor, causando uma reação em cadeia que diminui a produtividade e consequentemente gera prejuízos para a empresa. Olhando por esse prisma, aumentar o engajamento dos colaboradores é um requisito mais que necessário para garantir melhores resultados e diferenciais competitivos no cenário atual.

Encantar e melhorar cada vez mais a experiência do cliente enquanto usa ou compra nossos produtos e serviços já é uma necessidade há algum tempo. Não há o que se discutir: boas e marcantes experiências fazem seu cliente voltar e alavanca os resultados. Mas melhorar a experiência do colaborador enquanto trabalha é um tema recente na agenda empresarial. Em um mercado onde as empresas oferecem benefícios semelhantes e salários compatíveis, tornar o ambiente de trabalho mais atrativo vem se tornando um dos principais desafios para gestores e áreas de RH em todo o mundo.

A Gamificação, enquanto estratégia, tem um enorme potencial de engajar e melhorar a experiência de trabalho. Em uma definição bem simples a Gamificação torna as atividades e processos cotidianos mais atrativos e consequentemente mais eficazes, gerando assim um maior interesse e engajamentos dos colaboradores.

artigo gamificação-02

Esta abordagem inovadora – e ainda desconhecida por muitos – utiliza mecânicas de jogos para deixar a execução de simples tarefas e até processos estratégicos mais atrativos, aproveitando a pré-disposição natural do ser humano para resolver problemas práticos e competir de maneira saudável. A Gamificação já virou tendência mundial, e empresas inovadoras como: Google, IBM, Microsoft, SAP, Deloitte, Nike, já estão usando a gamificação no seu dia-a- dia e obtendo resultados fantásticos. No Brasil, empresas como TOTVS, Itaú, SAP, Algar, Samsung, Santander, BMW e Porto Itapoá aplicam a gamificação em alguns de seus processos internos. Pode-se pensar que a gamificação é uma estratégia somente para grandes empresas, mas não há limites de tamanho ou setor para se beneficiar desta estratégia, muito pelo contrário. Dentre os principais processos que as empresas vêm gamificando, podemos citar: treinamentos; recrutamento e seleção; vendas, processos operacionais e técnicos, gestão de indicadores e metas, dentre muitos outros.

Em um contexto competitivo, a gamificação pode ser um diferencial interno para reter colaboradores pelo viés da experiência proporcionada, valorizando o senso de pertencimento e embaixadorismo. E você? O que está esperando para experimentar esta abordagem? Está na hora de criarmos experiências engajadoras para nossos colaboradores! A produtividade e os resultados agradecem!