Você já ouviu falar em flow?

Sabe aquela sensação de que você não viu o tempo passar, de tão gratificante que era aquele momento?

Flow é uma teoria desenvolvida pelo psicólogo húngaro Mihaly Csikszentmihalyi (quer saber como se pronuncia seu nome?  Clique aqui!), que representa um grande avanço nos estudos sobre motivação.

Esse conceito foi desenvolvido por Csikszentmihalyi através de estudos sobre atividades consideradas intrinsecamente motivantes, que proporcionavam prazer em sua realização e levavam a pessoa à um estado de profundo de envolvimento e um sentimento de felicidade.

Flow, ou fluxo, pode ser definido como:

Um estado psicológico de êxtase, um estado espontâneo de alegria enquanto se executa uma tarefa, que resulta de uma integração de processos cognitivos, de característica da tarefa e de estados emocionais múltiplos.

O Flow acontece em condições específicas: quando a atenção está totalmente focada na atividade, quando há equilíbrio entre desafio e habilidade, as metas são claras e há retorno (feedback), o que gera uma perda da noção do tempo e sentimentos de satisfação e alegria.

Para que esse estado de flow ocorra, é necessário um equilíbrio entre desafio e habilidade: se o desafio for alto e a pessoa não tiver habilidades suficientes para executá-la, o sentimento será de ansiedade e frustação, por outro lado, se as habilidades para determinada tarefa forem altas mas o grau de dificuldade pequeno, a sensação é de tédio. O flow acontecerá quando os desafios e habilidades estiverem em perfeito equilíbrio.

Quando os desafios são equilibrados em relação às habilidades, a atenção é deslocada de outros estímulos para a tarefa que está sendo executada, ocasionando gratificação e prazer na realização da tarefa.

Como a sua empresa pode se beneficiar do Flow? Em que situações o conceito pode ser aplicado? Separamos algumas aplicações para que você reflita sobre o uso do estado de Flow para gerar engajamento e produtividade na sua equipe:

1. Desenho de cargos: dificuldade das atividades x habilidades necessárias
2. Projetos de gamificação de processos
3. Treinamentos e Jogos Corporativos: projetar o aprendizado para aumentar o engajamento

Quer saber um pouco mais sobre Flow?

Separamos esse TED de Mihaly Csikszentmihalyi expondo sobre Flow – o segredo da felicidade:


Referências:
GONDIM, S.M.G.; SILVA, N. Motivação no trabalho. In: ZANELLI, J.C.; BORGES-ANDRADE, J.E.; & BASTOS, A.V.B. (orgs.). Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2014. pp. 173-202
KAMEI, H. Psicologia positiva e flow: estados de fluxo, motivação e alto desempenho. Goiânia: Editora IBC, 2014.
MASSARELLA, F.L.; WINTERSTEIN, P.J. A motivação intrínseca e o estado mental Flow em corredores de rua. Movimento, v.15, n.02, p. 45-68, abr/jun de 2009.