Geração Z, seja bem-vinda ao ambiente de trabalho

Você está cansado de escutar sobre os Millennials? Está pronto para começar a pensar sobre irmãos mais novos deles? De acordo com a empresa de consultoria Robert Half, a Geração Z (que nasceram entre 1990 e 1999) vão significar mais de 20% da força de trabalho próximos 5 anos.11169-NNGW23-01

A Geração Z que cresceu com Internet e mal consegue se lembrar como a vida era antes dos smartphones, tem algumas expectativas de carreira surpreendente. Na pesquisa realizada pela Half, entre estudantes de faculdade entre 18 e 25 anos, 79% disseram ter a vontade de trabalhar em uma empresa grande ou média. Perguntaram aonde eles enxergavam suas vidas 5 anos após a faculdade e 32% respondeu que se enxergavam empregados em um ambiente corporativo e 25% que se imaginam em um ambiente corporativo, mas não em um papel de gestor.

“Essa expectativa é ambiciosa, mas realista, e reflete o desejo da geração por um trabalho e uma condição financeira segura. A geração Z tem observado de perto as lutas individuais que as pessoas estão tendo com a crise financeira dos últimos 10 anos. Eles têm visto seus pais e avós voltando ao mercado de trabalho, pegando trabalho em meio período, deixando a poupança com boa parte ou totalmente enxugada” diz Paul McDonald, diretor executivo sênior da Robert Half.

Como será a Geração Z enquanto empregados?

A Geração Z vai saber como vender sua empresa nas mídias sociais, em sites de busca, como o Google, e dar o seu jeito em qualquer novo software. Entretanto, especialistas avisam que é bem provável que esta geração apresente habilidades de comunicação pobres, dificuldade em prestação de contas, organização e produtividade.

O Feedback da Geração Z também mostra que, apenar da crescente força de trabalho motora, menos de 5% desejam trabalhar em um time virtual. Ao invés disso, eles preferem trabalhar em uma pequena equipe em um ambiente de escritório.